Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página Inicial > Últimas Notícias > Mais energia para o turismo
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Mais energia para o turismo

Autor: Imagem - Divulgação
Ministro e presidente da Embratur visitam hidrelétrica de Itaipu. Deniza Gurgel
Ministro e presidente da Embratur visitam hidrelétrica de Itaipu. Deniza Gurgel

Ministro do Turismo visita hidrelétrica de Itaipu, que recebe 860 mil visitantes por ano, emprega 213 profissionais em programa de visitação e gera R$ 3,2 milhões para seu parque tecnológico

17/06/2015


Por Darse Junior

A energia que abastece 50 milhões de casas, também aquece o turismo brasileiro. Um programa de visitação, profissionalizado em 2007, arrecada cerca de R$ 12 milhões por ano, dos quais R$ 3,2 milhões abastecem o fundo do Parque Tecnológico de Itaipu. Lá são realizados estudos, pesquisas sobre energias renováveis, projetos sociais e ambientais e um programa de intercâmbio técnico.

Cerca de 860 mil pessoas visitam o local todos os anos. Ao todo, quase 20 milhões de pessoas já passaram pela Itaipu Binacional. Metade deles é do próprio país, 30% da Argentina, do Uruguai e do Paraguai e 20% de outros países, de acordo com o diretor-geral da Itaipu Binacional no Brasil, Jorge Samek. Durante a visita, o ministro do Turismo, Henrique Alves, acompanhado do presidente da Embratur, Vinicius Lummertz, plantou uma pitangueira em frente à sede da usina, local que integra o programa ambiental de Itaipu.

A visita começou com um vídeo institucional, já assistido por 10 milhões de pessoas, de acordo com o superintende de Comunicação de Itaipu, Gilmar Piolla. Um novo vídeo, segundo ele, já está em produção. Em seguida, o grupo foi ao mirante central, de onde é possível ter uma vista panorâmica da barragem. “Tenho certeza de que muitos brasileiros não conhecem essa grandiosidade. Temos de valorizar mais as nossas riquezas por meio do turismo”, disse o ministro Henrique Alves.

Cada unidade produz 700 megawattz, energia capaz de abastecer uma cidade de 2,5 milhões de residências. Ao todo são 20 unidades geradores. “Estamos falando de uma obra que tem o equivalente a 380 Torres Eiffel em estrutura metálica, escavações oito vezes maiores do que as do Eurotúnel e 170 estádios como o Maracanã em concreto”, disse Jorge Samek.

Localizada às margens do Rio Paraná, o décimo maior em volume de água do planeta, na fronteira do Brasil com o Paraguai, a usina responde por 17% de toda a energia do Brasil e 70%  da energia do país vizinho. A queda d'água tem 120 metros e a construção começou a ser erguida em 1975. Desde que entrou em funcionamento, a Itaipu Binacional já distribuiu US$ 9 bilhões em royalties. O recurso mantém um programa de responsabilidade social, como o Energia Solidária, com oficinas de dança e qualificação para comunidades carentes, e a construção de dois hospitais, um de cada lado da fronteira.

Ouça áudio em que o ministro Henrique Alves defende a valorização de Itaipu como ponto de atração turística.

 

SERVIÇO

Visita à Usina de Itaipu

Quando: de segunda a segunda, das 8h às 16h. As visitas técnicas acontecem de segunda a sexta

Valor: de R$ 13,5 a R$ 99

Opções: visita panorâmica, circuito especial, test drive no veículo elétrico, iluminação da barragem (sextas e sábados), ecomuseu, refúgio biológico, passeio de catamarã e polo astronômico.

Mais informações: www.turismoitaipu.com.br

registrado em:
Fim do conteúdo da página